domingo, outubro 08, 2006

O peso dos anos...

Acabei de chegar da festa de anos de uma das minhas melhores amigas...



A aniversariante fez 30 anos. É a primeira do meu grupo de amigas a fazer anos, já que em Janeiro sou eu que atinjo este belo número...
Tirando eu e outra amiga, toda a gente naquela festa já tem filhos! Era um corropio de miúdos por todo o lado...Ali estavam as minhas amigas da adolescência e os seus rebentos...
Como é óbvio, durante a noite ouvi perguntarem-me "Então quando é que tens filhos?"...
Uma pessoa parece que começa a ser vista de lado...devem pensar "tadinha, está encalhada!"
Será que é pecado chegar aos 30 anos, sem bagagem? Sem noivo, marido e filhos?

28 comentários:

  1. claro que nao é pecado nenhum!

    eu tb faço parte desse teu "clube" (no meu caso, serei trintao em fevereiro, 77 foi sem sombra de duvidas uma colheita fenomenal AHAHAHAHAHHAH), daí que nao es a unica lol mas isso tu tb ja tinhas consciencia disso eheh

    o importante é aquilo que nos pensamos de nos proprios e nao o que os outros poderao pensar da nossa situaçao, um dia de cada vez e o resto é como o crocodilo, que se lixe..

    relativamente aos encalhados, bem, havia um filme recente, nada de especial diga-se de passagem, que contava uma rabula relacionada com esse facto!

    ResponderEliminar
  2. Eu tenho 26, um marido e filho, mas por opção própria... não tinha problemas nenhuns em chegar aos trinta solteira e boa rapariga. O importante é fazer as coisas na altura certa e ser feliz!

    ResponderEliminar
  3. Gostei muito do teu comentário mas não te posso agradecer porque não assináste, não sei quem és...

    ResponderEliminar
  4. A vida é um festa ...!

    Devemos vivê-la do modo que nos dá mais alegria! Solteira ou casada!

    Um Bom FDS!
    Bjks da Matilde

    PS: Gostava muito de passar o desafio mas infelizmente não posso!

    Mas podemos começar um ...!
    Diferente ou igual!
    Está nas tuas mãos!

    ResponderEliminar
  5. Desculpa lá mas tens umas amigas ou pouco retardadas.
    Então se és solteira e descomprometida, vão-te perguntar quando é que tens filhos, assim como se estivessem a perguntar onde é compraste a blusa que levavas vestida?
    Fosga-se. Grandes cromos! Encalhadas estão elas... com os putos!

    ResponderEliminar
  6. Sanfona: Não são propriamente elas, mas sim as mães DELAS e os conhecidos presentes na festa!!!
    As minhas amigas sabem o que penso, não me perguntam isso.

    ResponderEliminar
  7. 27 anos: sem marido, sem filhos... e ainda a viver a casa da mãe.
    E constantemente criticada por isso.

    AZAR (não o meu, claro)

    ResponderEliminar
  8. Engraçado, já reparaste no texto escrito por uma amiga minha no coscuvilhices ?
    fala precisamente disso !
    Concordo inteiramente com o anonymous, penso igual :)
    e cada vez, mais !
    só oiço as minhas amiga casadas reclamarem da vida que levam ...lol

    bj*

    ResponderEliminar
  9. lady.bug: é mesmo essa atitude que se quer!

    sem-comentários: as minhas amigas até nem se queixam...

    ResponderEliminar
  10. pecado? mas pecado porquê? eu cheguei aos 28 sem filhos nem marido... e hoje, aos 31, é só o marido (e já me dá cá uma trabalheira que nem imaginas...)
    essas pessoas no fundo têm uma pontinha de inveja porque gostavam de ter a "boa vida" que tens... (penso eu)

    ResponderEliminar
  11. se é pecado eu devo estar possuída pelo próprio demo... por essa ordem de ideias, aos 62, solteiríssima, virgenzérrima e só com sobrinhos... é inferno directo!!

    ResponderEliminar
  12. Não é pecado nenhum e tu é q és inteligente..! :)

    ResponderEliminar
  13. pois... parece que quando a MULHER atinge determinada idade começa a haver uma certa pressão para que tenhamos uma família... bah!

    ResponderEliminar
  14. pecado? ante suma benção! :P

    ResponderEliminar
  15. Pecado é levar esse sonho avante, sem ter primeiro bagagem para isso. Bagagem leia-se euritos nossos e não créditos e afins e a velha máxima: "ó pai, empresta aí".
    Ah e já agora, um pouco de maturidade. Os filhotes agradecem, por certo!
    Quando chegar a hora certa, ok, lá estarei para ser mãe.Mas ainda tenho muito que viver para depois não ressentir essa grande responsabilidade.

    ResponderEliminar
  16. ButtaflySu, 29 aninhos, solteira e boa rapariga, prazer. LOOOOL

    Só pra dizer que também faço parte desse clube. Ainda hoje estive num baptizado onde acho que era a única pré-trintona sem um bebé ao colo nem um braço masculino a tiracolo. Fazer o quê? Melhores dias virão, e melhores babes também...

    ;-)

    ResponderEliminar
  17. Oi

    Eu ainda me poderia sentir pior eheheh, já ke tenho 35 anitos, já fui casada, e pior do que ouvir "qd é que tens um filhote" é mesmo "qd é que tens outra pessoa na tuda vida"...

    Concordo inteiramente com o que disse a primeira pessoa, aqui, o que interessa é aquilo que nós pensamos de nós próprios e se vivemos bem com essa situação...

    Se assim, for, se nos sentirmos felizes só temos é que dizer ás melgas que zunem nos nossos ouvidos "olhe, da minha vidita sei eu"..prontos, não é preciso ser-se tão directa, fica o " toque"...

    :-)

    Bjs

    ResponderEliminar
  18. è obvio que não se trata de nenhum pecado. é simplesmente uma opção. o que me revolta são as mulheres que dizem "tu é que fazes bem, andas a curtir a vida". ninguem obrigou essas Sras. a nada, terá sido concerteza uma opção.
    É uma experiência única tanto para a mulher como para o homem.
    Amo o meu filho mais do que tudo na vida, lógicamente que as borgas, saidas, jantaradas acalmaram mas não quer dizer que acabem, basta saber conciliar, inclusivé parece que dá mais gozo, quando estamos algum tempo sem sair e depois temos oportunidade, é a desforra :). Resumindo, é uma experiência sem igual, todos os dias temos novidades... uma nova palavra, uma nova expressão, um momento de carinho, a sinceridade a honestidade preenche-nos por completo.
    Creio que depois de o meu filho nascer é que descobri o verdadeiro sentido da palavra Amor (agora compreendo a minha Mãe e o meu Pai).

    Não me podia esquecer... também tenho os momentos de quase perder a paciência (birras, coisas pela janela, paredes sujas, sofá sujo, coisas partidas, etc, etc, etc,) ... mas acho que faz parte.

    bjs e façam muitos filhos :)

    ResponderEliminar
  19. Durante muito tempo também me quiseram fazer casamentos, acho que é genético dos amigos e familiares mais velhos.
    A verdade é que eu continuo a gostar de ter o meu espaço e estou perfeitamente "sozinha", sem o veu e grinalda. :-)
    Embora tenha a "Cruzeirinho", que chegou aos 35 e ainda veio muito a tempo. ;-)

    ResponderEliminar
  20. Não é pecado nenhum!! Eu casei aos 33, agora tenho 37 e ainda não tenho filhos:1º porque a vida não esta facil e 2º não vou ter um filho só porque todas as minhas colegas têm, é ridiculo!!

    ResponderEliminar
  21. O "encalhada" era escusado mas acontece, eu sei. ;)

    Enfim... Parece que todas somos obrigadas a ter esse estilo de vida. Marido, filhos, aquela confusão que eu dispenso para já...

    Beijo

    ResponderEliminar
  22. Olha pecado n é, eu cheguei aos 43 solteira, sem filhos, e n me sinto encalhada de maneira nenhuma, são opções de vida, cada um faz akilo para k tem mais jeito ou faz as escolhas, acertadas ou n são escolhas

    ResponderEliminar
  23. Pecado não é!
    Mas o normal é chegar a essa idade com, pelo menos, td encaminhado para tal!
    Claro que existem excepções á regra e isso não tem que ser descriminado.

    ResponderEliminar
  24. ...acho mais grave chegar aos 30 anos e pensar "O que é que eu fiz neste últimos 30 anos de existência?" e não ouvir nada em resposta a isso.

    ...acho mais grave chegar aos 30 anos, completamente consumido pelos remorsos de coisas que podia e devia ter feito numa fase da vida em que quase tudo é perdoado e em que a existência ainda é carregada de potencial.

    ...acho mais grave chegar aos 30 anos, com um casamento merdoso com uma mulher ou homem que, embora quando nos casámos fosse de sonho, tornou-se um pesadelo vivo, e nos faça sentir sufocados e impotentes perante uma vida de juventude desperdiçada.

    ...acho mais grave chegar aos 30 anos, infeliz e sem razão para viver.

    ...

    Chegar aos 30 anos sem "bagagem"?!
    A bagagem não é essencial para uma viagem. Sempre se pode ir adquirindo pelo caminho... :D

    ResponderEliminar
  25. LOOOOOOOOOOOOOL
    é pecado sim senhora eu sou a prova viva disso que cheguei aos 30 anos solteiro e sem filhos. agora pago os meus pecados.

    ResponderEliminar
  26. Eu então não quero ter filhos. Vou para o Inferno.

    ResponderEliminar