quarta-feira, setembro 08, 2010

Hard as a rock?

1a

Será mesmo que o vigor dos homens aos 30 e picos já não é o mesmo ou isso é tudo mito?

Será que a “mola” parte quando já não é novidade?

Às vezes penso que sim, mas facilmente chego à conclusão que estou errada e que tem tudo a ver com química ou a “não-química”. Há quem o faça por gosto, há quem o faça por obrigação, há quem o faça porque fica bem e há quem o faça porque não consegue deixar de o fazer.

Será que sexo é sexo mesmo que seja péssimo? Eu sou da opinião que não há nada pior que o mau sexo. Eu fujo dele a sete pés, mas ele lá de vez em quando, encontra-me…

17 comentários:

  1. acho que depende principalmente da pessoa e da vontade. a idade é só um número.

    ResponderEliminar
  2. O quê? Tu não és virgem?! Desavergonhada! Eh!Eh! Beijos.

    ResponderEliminar
  3. Aaaah... pois, não sei. Sou completamente imaculada.


    *saint*

    ResponderEliminar
  4. Felizmente não sei o que isso é, pelo menos da minha parte. A mola nada sempre bem aprumada, só espero que dure anos e anos LOL

    ResponderEliminar
  5. Posso dizer que o meu homem basta olhar para mim para ficar logo cheio de vontade... e isso deixa-me super satisfeita!
    BOM sexo ALWAYS!

    ResponderEliminar
  6. É mito! Posso dizer-te que é mito!
    Os homens nos 30 estão no seu, oh se estão!!! :D

    Mas pronto, não podemos generalizar. Alguns, alguns estão no seu melhor...

    ResponderEliminar
  7. acerca deste assunto posso te dizer duas coisas: aos 20 é vigor e potencia e queremos papar tudo o que mexe; aos 30 conta-se com a experiência de quilómetros rodados somos select's, já não temos paciência para determinadas coisas para atingir um fim... um kiss!

    ResponderEliminar
  8. Ai é?! Se calhar a paixão é que pode não ser muita e depois não cumprem.
    Melhores dias virão.
    :)

    ResponderEliminar
  9. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  10. Na verdade, quando chegamos aos trinta as vontades mudam, assim como a dureza das coisas. Digo eu...

    ResponderEliminar
  11. Ricardo: Claro. Concordo contigo.

    Julie: Sou sim, mas não digas a ninguém :-)

    anouc: És como eu!

    Marta: As molas dos meus namorados também nunca me falharam. Ai deles! :-)

    Paula: Epá isso é que é!

    ResponderEliminar
  12. Margarida: Eu sei que estão. Não troco um gajo de 30 e tal por um de 20 e tal. É que não troco mesmo :-)

    VM: Nós somos pior. Cada vez mais selectas.

    aespumadosdias: PAreceu-te que me estava a queixar e que isso me estava a acontecer? lol

    retiro o que disse: Olha já nem sei o que acho. Acho que tudo depende de tudo.

    ResponderEliminar
  13. a mola não parte, mas cede. Mas é uma mola vintage.

    ResponderEliminar
  14. Mau sexo é mau. A merda é que é impossível evitá-lo. Eu vejo-o como uma ida ao Mac: por mais que evites, acabas sempre por ir lá muito de vez em quando.

    ResponderEliminar
  15. Bem... o Abade já atingiu a barreira dos 30 este ano e até ao momento tem a pujança que tinha há cinco anos atrás... daqui a cinco anos eu informo-te da situação :)

    ResponderEliminar
  16. Prezado: Vintage mas sem pelos!

    Bruno Miguel: Não sei. Chegas a uma altura ou a uma idade que já preferes não ter sexo, do que mau sexo.

    dinona: Combinado! Fico à espera. Ehehehe!

    ResponderEliminar
  17. é evidente que as coisas mudam com a idade, com 18 anos era capaz de fazer 7 ou 8 vezes numa noite/manhã, com a idade vai-se perdendo esse vigor e o tempo de recuperação de uma para a outra vai aumentando, com a idade que tenho duas a três numa noite fico contente e se com 18 anos não havia um dia sem me mastrubar com 45 posso passar uma ou duas semanas sem o fazer, acho que quando se é novo há uma necessidade fisica muito grande com a idade passa a ser mais emocional, eu costumo dizer que até uma certa idade uma estreia nunca se nega a partir de uma certa idade até as reprises são para ser feitas com alguma selecção, felizmente nunca dei nenhuma nega e com muito menos vigor do que há alguns anos acho que o sexo é muito melhor, e consigo proporcionar mais prazer, agora do qu ehá uns anos.

    P.S. se há coisa que influencia a quantidade e também a qualidade , é o cansaço e a falta de descanso, os problemas etc (não falo de alccol e drogas porque não tomo nada disso)

    ResponderEliminar