terça-feira, julho 12, 2011

“Bruna Surfistinha” vs. “Trust”

BrunaSurfistinha_posterBruna-Surfistinha

Embora tivesse comprado o livro há uns anos, confesso que não esperava grande coisa do filme. Pensava que seria mais um “chick flick” e sem grande conteúdo…

Fiquei agradavelmente surpreendida. Gostei imenso do filme. Para além de o ver em HD, com uma excelente imagem (ehehehe), fiquei admirada com a qualidade do filme e do argumento. Deborah Secco está muitissimo bem e presumo que a verdadeira “Bruna Surfisitinha” deva ter gostado de se ver retratada desta maneira porque só a favoreceu, visto isto ser uma biografia.

Argumento: Raquel, é uma tipica adolescente, que vive em São Paulo e na escola passa completamente despercebida. De uma beleza banal e com uma vida pacata. Um dia decide fugir de casa e começar a trabalhar numa casa de prostituição. Quando se apercebe que é quem consegue angariar mais clientes, muda de vida e num apartamento luxoso, começa a atender centenas de clientes: 6 por dia, 30 por semana. À medida que o faz, relata tudo num blog que é visualizado por milhares de pessoas. Começa a ser uma figura pública, mas ao mesmo tempo entra no mundo da droga e a sua vida sofre grandes alterações…

Curiosidades: A verdadeira “Raquel” faz um cameo no filme, como empregada de mesa.

trust_01Trust-poster

Criei demasiadas expectativas com este filme. Andava há meses à espera de o ver. Gostei de tudo menos do final. Obviamente que nem todos os finais podem ser óbvios e previsiveis mas, neste caso, a conclusão deste filme soube-me a pouco. Achei um filme bastante real que acaba por ser uma lição, pois o que se passa nesta história, acontece, infelizmente, demasiadas vezes.

Argumento: Realizado por David Schwimmer e retrata a história de Annie (Liana Liberato), uma adolescente de 14 anos que começa por travar amizade com um novo amigo online, um rapaz de 16 anos chamado Charlie, que conheceu num “chat room” de volleyball. Will (Clive Owen) e Lynn Cameron (Katherine Keener) são a família perfeita mas vêm o mundo desabar quando a sua filha é atacada.

6 comentários:

  1. E eu apareci no filme. Lá pela 1h40m.

    ResponderEliminar
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  3. A sorte é que a Deborah é muito mais bonita que a Bruna!:D

    ResponderEliminar
  4. siceramente: É sim, sem dúvida. Se tiveres oportunidade vê o filme. É muito fixe.

    ResponderEliminar
  5. O primeiro não me tenta, não vou colocar na lista, já o segundo...esse estou tentada ;)

    ResponderEliminar
  6. Marta: Curiosamente, gostei mais do primeiro.

    ResponderEliminar