sexta-feira, janeiro 17, 2014

As solteiras na casa dos 30…e picos

 1013474_10151868766652341_1384509858_n

Até que idade é socialmente aceite ser-se solteira?

Pessoalmente, acho que nunca como agora, esteve tão na moda uma mulher ser solteira. Actualmente, ser solteira é sinónimo de super – heroína. Quem não o é, pensa que as solteiras andam em festas todos os dias, passam as a manhãs a malhar e as tardes a comprarem roupa na Zara. Todas as 6ªs e Sábados é um regabofe de festas e passamos o Domingo ressacadas. Que não temos paciência para crianças, pois não gostamos delas e já não nos damos com a maioria dos nossos amigos porque está tudo “encasalado”.

É mentira. A maioria das solteiras que conheço (e conheço bastantes) vão ou não ao ginásio quando lhes apetece e não são escravas disso. As roupas compram-se quando existem hipótese para isso e na maioria das vezes o dinheiro das mesmas é gasto em jantares com as outras amigas solteiras. Passam fins-de-semana em casa em festas, nem vê-las. Música alta e gente aos pulos? Não estão para isso. Querem é paz e sossego. Jantares em casa de casais amigos? Óptimo, comida caseirinha!

Qualquer comparação com o “Sexo e a Cidade” é pura coincidência. Até mesmo as conversas a dizer mal dos homens, é pura ficção.

18 comentários:

  1. Concordo contigo Dora.
    Eu sou uma solteira um bocadinho diferente mas revejo-me no que escreves. Vivo com a minha filha e na verdade sou divorciada mas...a minha vida é muito parecida com alguns dos pontos referidos no penúltimo paragrafo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também a minha, Marta. E das minhas amigas :)

      Eliminar
  2. Por acaso estou apaixonada e vivo junta... mas não me importava nada de estar solteira e desimpedida. Enquanto fui solteira, fui mesmo feliz... agora não me dava sem o meu amor, mas estar solteira não é tragédia nenhuma.

    ResponderEliminar
  3. Aguardo o artigo com o postal equivalente para homens solteiros.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. POC: Se eu compreendesse os homens o suficiente para fazer esse artigo, se calhar não estava solteira :)

      Eliminar
    2. Eu estou. E não tenho mamas. Ainda pior.

      Eliminar
    3. Já começo a pensar que as mamas são sobre-valorizadas. lol

      Eliminar
  4. Como solteira assumidíssima, reconheço que há muitos devaneios acerca da nossa condição! :)

    ResponderEliminar
  5. E porque não? Porque não uma vida de boémia em nome da solteirice?! :P

    Estou a brincar, toda a vida fui solteiro e por também ser um nómada muita gente julga que a minha vida se resume a sexo, drogas e rock&roll, não que fosse mau mas é como dizes no texto: muito tempo em casa, quase nenhuma borga e sem putos à volta (amen to that).

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. PM: Porque já nos fartámos disso e agora queremos é sopas e descanso! :)

      Eliminar
    2. Nem é bem por isso, eu acho que aos 50 ainda me vai dar vontade de ir para os copos de quando em vez, é mesmo por nem ter companhia. Mas tem dias que é mesmo isso que dizes ;)

      Eliminar
    3. PM: E não notas que estás mais picuinhas na companhia?

      Eliminar
    4. Não me apetece estar com qualquer pessoa, se apanho malta que parece que está a fazer um frete ponho-me a andar. Picuinhas não sei, mas escolho mais as pessoas que convido para sair e com quem saio.

      Eliminar
    5. PM: Às vezes eu é que faço frete e aborreço-me.

      Eliminar
  6. Este teu texto já tem quase dois anos, mas podes perfeitamente posta-lo hoje que continua a fazer sentido.

    ÁMEN!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ana, sim é verdade mas por outro lado é sinal que algumas coisas da minha vida voltaram ao mesmo. lol

      Eliminar