quarta-feira, janeiro 08, 2014

Cama…

40645_380_thumb[2]

Sempre me fez um bocado de confusão as pessoas que dormem com os “one night stands”. É estúpido, eu sei. Acabaram de ter sexo um com o outro. Acabaram de se comer. É intimo. Mas dormir e acordar com uma pessoa que não “conhecemos” e que pouco nos diz? Sim, sou esquisita a esse ponto. Acho que o “dormir” é um dos supremos actos de intimidade (isso e os pés a tocarem-se no fim do sexo) e não gosto de o partilhar a não ser que “fique” alguma coisa.

Detesto o “awkwardness” do dia seguinte e talvez por isso, tenha dormido com pouquíssimas pessoas da minha vida. Talvez seja uma consequência directa de ser filha única, neta única e solteira inveterada. Gosto muito do meu espaço e especialmente da minha cama.

Não sou de dormir em casa de amigas (fi-lo na adolescência porque era giro e fazia parte) mas actualmente isso não acontece. Independentemente da hora que seja, eu acabo sempre na minha cama.

Gosto tanto da (minha) cama que dispenso qualquer tipo de “rendez vous amoroso” no sofá, no carro, nas escadas, na casa de banho…cama é cama. (sim, sou o cúmulo da versatilidade, eu sei!)

Agora que penso nisso, acho que vou fundar um movimento a favor da cama!

8 comentários:

  1. Same here! Comigo a cama também é para dormir, quanto ao resto há mais sítios. No que toca a one night stands nunca tive, nunca consegui pinar com uma pessoa só porque sim... nesse aspecto sou um bocadinho retrógada.

    ResponderEliminar
  2. Didi, sao fases da vida. Tudo sem o teu tempo. Não se trata de ser retrogada.

    ResponderEliminar
  3. +1 a concordar com os pés.
    No resto já sou mais a favor da versatilidade :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Shiver: isto dos pés levava-nos tão longe! :)

      Eliminar
  4. Se for um clube " A cama é para dormir, para "rendez vous" amorosos e para ler count me in :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Por acaso também é o meu sítio preferido para ler.

      Eliminar