domingo, janeiro 19, 2014

“Dallas Buyers Club”

dallas_buyers_club_ver3 dallas_buyers_club_ver6

Andava há já tanto tempo à espera do “Dallas Buyers Club”. Lia em muitos sítios que a transformação tanto do Matthew McConaughey, como do Jared Leto, eram incríveis. Esperei, esperei e finalmente chegou o tão famoso filme.

Gostei da história mas houve qualquer coisa que não me deixou aos pulos quando saí da sala de cinema. Não sei explicar o que foi…se foi o papel insosso da Jennifer Garner, se foi a duração do filme, não sei. Estava à espera de um filme que me tocasse especialmente mas o que me impressionou foram as transformações físicas de ambos os actores e não o filme em si…esperava mais.

Estamos habituados a ver o McConaughey, lindíssimo e com um corpo escultural; aqui, está com 22kgs a menos (a última cena do tribunal, está irreconhecível) e exposto de uma maneira que demonstra o bom actor que é (dúvidas houvessem, depois do “Killer Joe”, foram dissipadas). Jared Leto tem cara de menina e facilmente encaixou neste papel de um transexual com SIDA.

Um caso sobre o Leto: gosto muito dele como actor; faz um dos meus filmes preferidos “Requiem for a Dream” (post aqui) mas como cantor, diz-me zero. Não consigo gostar da banda…

Argumento: A história verdadeira aconteceu nos anos 80, quando um homem, Ron Woodroof (Matthew McConaughey), infectado pelo HIV, decide abrir o Clube de Dallas, que traz a solo americano medicamentos não aprovados que ajudam no controle do vírus. Nesta jornada, conhece o travesti Rayon (Jared Leto) e tornam-se inseparáveis.

Curiosidades: Brad Pitt, Woody Harrelson e Ryan Gosling estiveram para fazer este filme, pela mão de diferentes realizadores, mas o projecto nunca avançou. McConaughey perdeu 22kg e Leto, 15. Leto não trabalhava como actor há 4 anos.

tumblr_mzm1vociyN1rt9qqgo1_500 tumblr_mzhz13htVi1s3y9slo5_500

24 comentários:

  1. Eu não gostava do senhor, enquanto estela de comédia romantica mas, aqui está bem!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tétisq, mas ele é mais que isso. Já fez outro tipo de papéis. Dá uma olhadela ao trailer do "Killer Joe".

      Eliminar
  2. Uau, parece um GRANDE filme!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. S:É um bom filme. Não é um GRANDE filme. Na minha opinião, claro.

      Eliminar
  3. Confesso que o McConaughey nunca me convenceu enquanto actor, achei-lhe piada quando se auto-parodiou na quinta serie de Sex and the City mas nada de me criar grande interesse. O Leto já o adorava desde o Requiem for a Dream que além de me ter deixado como se tivesse levado uma série de pontapés no estômago tem uma banda sonora incrível. O filme peca pela continuidade, cenas repetidas que pouco ou nada trazem ainda que possam alegar que contribuem para o desenvolvimento das personagens e um fim muito à melhoral, à filme histórico mas que deixa muitas coisas numa área cinzenta como a parte da indústria farmacêutica mas um bom relembrar do que foi a propagação do VIH nos anos oitenta e como a informação tem um papel fundamental, mas estou como tu saí do cinema a abanar os ombros, semi-impressionado, semi-aborrecido.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eolo: sim, saí com a senação que faltava ali qualquer coisa. Mas é sempre interessante saber a história que se passou. Enquanto via o filme, lembrei-me por vezes do "Milk" e da sua história.
      Quando falam dos papéis do McCaughney, recomendo sempre o "Killer Joe". Aí nunca ninguém o viu como nesse papel...

      Eliminar
  4. Claro que já vi. É um filme bom. mas não me parece que vá ganhar algum oscar.
    O Jared está muito bom (como quase sempre), mas temos um irrepreensivel Fassbender em 12 Years of Slave, e, espero eu, este seja o ano em que finalmente dão um Oscar ao Leo!

    De qualquer maneira, este filme, conseguiu agarrar-me do principio ao fim! :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mustache, concordo contigo. Embora a transformação do Leto seja incrivel, o Fassbender está tão bom! Vi ontem e ainda não fiz o post porque como fiz 5 filmes nomedos em 7 dias (bati o record! ehehehe!) não quero tornar o blog, só em cinema. Vou fazer ao longo da semana e depois comenta o Fassbender :)

      Eu estava com receio que o Leo perdesse para o Chiwetel Ejiofor, mas depois de ver o "12 years a slave", fiquei com mais esperança para o Leo.

      Eliminar
  5. Hum...vou ver...confesso que estou com algumas expectativas...vou ver...

    ResponderEliminar
  6. Concordo contigo. Gostei bastante do filme, mas também tinha expectativas mais altas. Faltou-lhe uma cena que o catapultasse para um patamar superior.
    O McConaughey ultimamente está 'on fire'. Abriu em 2011 com Lincoln Lawyer e não parou desde então. Se ainda não viste o Mud ou Magic Mike...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ozpinhead: Claro que vi o Magic Mike, ehehehe! O Mud vi uns minutos e parei. Achas que deva voltar a pegar nele? Mas melhor do que estas interpretações que me falaste, tens o "Killer Joe". Vê e nunca verás o gajo com os mesmos olhos.

      Eliminar
    2. Já suspeitava que tinhas visto o Magic Mike eheh! Quando fui ver ao cinema juro que a sala era só mulheres lol
      Gostei muito do Mud. Foi um dos meus favoritos do ano passado.
      Já ouvi falar muito bem do Killer Joe, mas acho que isso ainda não saiu por cá e não tenho sacado nada da net.

      Eliminar
    3. Ozpinhead: Sim, vi o "Killer Joe" sacado. Há lá uma cena de um fellatio da Gina Gershon ao McConaughey mas com um pedaço de KFC...pavoroso! Tens de ver.

      Então vou ver o Mud.

      O Magic Mike foi porreiro. Não babei com os gajos mas gostei de ver os dance moves do Channing.

      Eliminar
  7. Outro que estou mortinha por ver!!!

    ResponderEliminar
  8. Então ora aqui vai. Gostei do filme e concordo que é um bom filme, não um grande filme. Valeu muito pela actuação dos Jared Leto (well done mr. requiem) e do Matthew McConaughey (que para mim é dos melhores actores que ai andam), já a Jennifer Garner teve um papel muito apagadinho. A história vale muito, para mostrar a outra parte da FDA e quem ainda desconhece o poder das industrias farmacêuticas.

    PS: Gostei mais deste do que o Mud e o Killer Joe

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. PHRF: Concordo com tudo. A Garner esteve apagadita. Eu gostei muito do "Killer Joe". Do "Mud" desisti aos 10 minutos (shame on me) mas tenho de voltar a pegar nele.

      Eliminar
  9. Eu gostei :)) não tinha expectativas nenhumas em relação ao filme, nem sabia do que se tratava. A jennifer é uma querida mas parece-me sempre que está a fazer o mesmo papel.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Fuschia: Os interpretações são boas. A da Jennifer foi fraquinha.

      Eliminar
  10. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  11. Este filme desiludiu-me muito. O tema é bom, mas falta-lhe muita coisa. Na minha humilde opinião, nenhum dos dois actores merece o óscar! Particularmente o de actor secundário, acho ridículo, quanto mais não seja pelo pouquíssimo "tempo de antena" que tem, quanto à actuação em si, boa, mas nada de especial. O mesmo se pode dizer do actor principal. Bom, mas não excelente. Overall, 6 em 10, e estou a ser generoso. ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Demian: Sim, eu também esperava mais deste filme.

      Eliminar