domingo, janeiro 26, 2014

“Gravity” de Alfonso Cuarón

gravity gravity-imax-poster

Existem filmes que são obrigatórios ver numa sala de cinema e este é um deles. Eu que não sou fan de ficção cientifica, saí da sala há menos de 2 horas e ainda estou de queixo caído. Que filme tão bom!

Quando saiu tive pena de não o ter visto mas regressou novamente às salas de cinema e desta vez não perdi a oportunidade. Já me tinham dito muito bem e realmente, é impossível não gostar e não o considerar, dos melhores filmes do ano. Para mim, o Oscar de Melhor Realizador já está nas mãos de Alfonso Cuarón.

Com uma condição física e um corpo invejável, Sandra Bullock traz-nos uma performance dramática, que contrasta com o humor de George Clooney. As imagens conseguem dar-nos uma sensação de claustrofobia e uma sensação de inquietação durante todo o filme.

Argumento:  Dra. Ryan Stone (Sandra Bullock) é uma brilhante engenheira médica na sua primeira missão espacial, com o astronauta veterano Matt Kowalsky (George Clooney), no comando do seu último vôo antes de se reformar. Mas numa caminhada espacial de rotina acontece um desastre. A nave é destruída, deixando Stone e Kowalsky completamente sozinhos – amarrados apenas um ao outro e caindo em espiral pela escuridão. O silêncio ensurdecedor diz-lhes que perderam qualquer ligação com a Terra...e qualquer hipótese de salvamento. O medo transforma-se em pânico e cada respiração rouba o pouco oxigénio que têm disponível. O único caminho para voltarem a casa pode ser irem mais longe na imensidão aterrorizante do espaço.

Curiosidades: Aningaaq, o homem que fala por rádio com a Dra. Ryan Stone, é a personagem principal do filme “Aningaaq”, realizado por Juan Cuarón, irmão do realizador. A voz off da “Mission Control” é a de Ed Harris. A primeira cena do filme que mostra a Terra e Dra. Stone a “despegar-se” da estrutura, é feita num único take, de 12 minutos. O papel de George Clooney foi primeiro atribuído a Robert Downey Jr., que acabou por abandonar o projecto. A primeira actriz escolhida foi Angelina Jolie mas que acabou por desistir também.

tumblr_mygxtmjExf1riah6uo6_r1_250 tumblr_mxjkqxSHLu1s89mq8o5_250

19 comentários:

  1. pessoalmente não gostei deste filme, sou fã de ficção cientifica.
    no entanto é um filme que se vê muito bem, não é daqueles que quando chegamos ao fim e dizemos grande seca.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Salsa: Porque não gostaste?

      Eliminar
    2. achei muito sem sal! não me provocou o efeito que outros filmes de ficção cientifica provocam em mim.

      Eliminar
    3. Salsa: Deve ser por isso que gostei porque eu não gosto de ficção cientifica.

      Eliminar
    4. Como fã de sci-fi identifico-me com a opinião do Salsa. O filme apenas "roça" o género. É passado no espaço, ok, mas de resto não traz grandes inovações. Algumas das invenções que por lá já andam, o caso do Hubble, da ISS, e do space shuttle não são ficção cientifica, são uma realidade há bastante tempo, e o filme apenas retrata um acidente possível de acontecer num passeio espacial rotineiro.

      Vê-se muito bem, tem um bom ritmo, mexe connosco por causa daquela luta desenfreada da personagem principal para se safar daquilo, o cenário enche o olho, but that's it :)

      Eliminar
    5. Isa: Vocês são experts em Sci-Fi, eu não, nada, zero. Se calhar não deveria de ter começado o texto por chamar "Sci - Fi" mas penso que será a categoria em que o encaixam. Já percebi porque vocês fans, discordam.

      Eliminar
    6. Experimenta ver o "Ender's Game" com o Harrison Ford gostei bastante, tens também o "Pacific Rim" do Guillermo del Toro mas esse não acredito que o consigas ver pois esse é mesmo Sci-fi. existem obras de Sci-fi que acredito que tu gostes apenas porque não as vês como tal. O "Prometheus" ja o vi umas 4 vezes os vários aliens e predadores também já foram visionados por mim diversas vezes, de cada vez que revejo um filme procuro pormenores que me tenham escapado, e são filmes que me fazem sonhar e que me satisfazem.

      Eliminar
  2. Foi bom, mas longe de ter sido espetacular..

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mustache: Se calhar por não gostar do género e ver pouca Sci-Fi, fiquei tão impressionada...

      Eliminar
    2. Epá, as imagens é 3D e isso valem a pena, mas é só isso.. :)
      Ganha efeitos visuais e já não é mau.. :)

      Eliminar
  3. Ainda não vi! Estou com imensos filmes em atraso. Mas também está na lista.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Lois Lane: Aproveita mas no cinema.

      Eliminar
  4. Ainda não vi mas quero muito ver! Muito!
    Só que...irei ver em casa :(

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Marta: Que desperdício...este tem de ser visto em casa.

      Eliminar
    2. No cinema, queres tu dizer :)

      Eliminar
  5. "...it's a funny story."
    Não sei porque se continua a insistir hoje em dia em classificar de ficção científica um filme, só porque a acção decorre no espaço. Na minha opinião, é daquelas categorizações que está completamente desactualizada nos tempos de hoje.
    Gravity é um excelente exemplo de survival movie, e não tenho nada mas admiração pelo que foi conseguido no filme dentro desse sub-género específico, e apesar do que se tem dito, o filme não é assim tão simplista ou limitado. A Sandra está bem e consegue carregar com o filme praticamente sozinha o que é sempre complicado. Definitivamente filme para ver numa sala de cinema.
    Dos poucos filmes nomeados que vi para os óscares deste ano, este foi um dos mais bem conseguidos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ozpinhead: Para os entendidos de Sci-FI (que não é o meu caso porque não gosto) este filme se calhar está fraquinho. Para mim, está óptimo porque não tem muito de Sci-Fi, entendes?
      Aposto que ganha Melhor Realização.

      Eliminar
    2. Olha, para mim não tem nada de sci-fi.
      Não gostas de sci-fi em filmes ou em literatura? É porque a maior parte das pessoas que conheço que afirma que não gosta, nunca leu obras de sci-fi. Geralmente associam sci-fi aos filmes de Star Wars e pensam que é tudo igual, quando na realidade Star Wars tem mais características de fantasia, apesar da sua classificação como Space Opera.
      Pena que o actual panorama de publicação de sci-fi em Portugal tenha atingido um nível paupérrimo.

      Eliminar
    3. Ozpinhead: Entendo o que dizes. A questão é que nem de fantasia gosto. Não, nunca li Sci Fi.

      Eliminar