terça-feira, fevereiro 18, 2014

“Venuto ao Mondo” (“Twice Born”) de Sergio Castellito

 113991 venuto_al_mondo_ver4

Ora aqui está o exemplo de um filme do qual não sabia nada e bastou ter o Emile Hisrch para decidir vê-lo. É um actor que gosto muito, embora ache que apareça pouco e deveria de ser mais mediático. Gostei muito dele no “Alpha Dog”, no “Milk” e claro, no genial, “Into the Wild”.  Neste "Twice Born” tem uma presença poderosa e mais uma vez, demonstra o grande actor que é.

Não sabia nada acerca deste filme: não li a sinopse, não sabia de quem era, nada. Só sabia que era com dois actores que gostava. Não sei porquê, mas fiquei com a sensação que seria uma história de amor, mas onde ela iria adoecer e morrer. Nada disso, é realmente uma história de amor, mas sobretudo um filme sobre a guerra em Sarajevo. Não é uma obra de arte, é um filme mediano, mas a história é muito crua e profunda e na minha opinião, é um filme interessantes de se ver derivado aos factos históricos.

Argumento: Carregando as recordações de anos de guerra ali vividos, Gemma (Penelope Cruz) visita Sarajevo com o seu filho Pietro. Há dezasseis anos tinham escapado da cidade em pleno conflito, tendo, Diego (Emile Hirsch), o pai da criança, ficado para trás e acabado por morrer. Enquanto tenta reparar a relação com o filho, Gemma confronta o seu passado. A sua intensa ligação não era suficiente para colmatar a impossibilidade de Gemma conceber um filho, que ambos queriam desesperadamente. Na Sarajevo destruída pela guerra, encontram uma rapariga que se oferece como barriga-de-aluguer. Agora, tantos anos depois, uma revelação surpreendente e dolorosa força Gemma a encarar a profundidade da sua perda, os verdadeiros horrores da guerra e o poder de redenção do amor.

tumblr_myyaubnP9T1rwn7gso1_500 tumblr_mysqqb58Po1s0amwgo2_500

10 comentários:

  1. Ainda este fim de semana o "comprei" :)
    Agora é só arranjar tempo para o ver.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, "aluguei" e já vi :)
      Aproveitei a noite de sábado e zás! Este já cá canta.
      Gostei bastante se bem que do elenco só conhecia a Penelope. Embora tenha visto o Milk não fixei o rosto de Emile Hisrch, pelo que para mim, seria a primeira vez que o estaria a ver.

      Eliminar
    2. Marta: What?! Não viste o "Into the Wild"? Vou matar-te!
      E que achaste deste?

      Eliminar
    3. Dora, não vi (ainda).
      Este achei muito bom. Fiquei surpreendida com o final. Não esperava aquele fim (não posso ser mais clara senão vou estragar a surpresa de quem ainda não viu).

      Eliminar
    4. Marta: Ainda bem que gostaste. Foi uma surpresa gira. Nunca tinha lido nada dele.

      Eliminar
  2. Achei a primeira parte do filme secante, a Cruz faz de Cruz e ainda que ela seja actriz fetiche do realizador não percebo porque é que escolheram uma espanhola para fazer de italiana em que se topa o sotaque a milhas.

    A segunda parte é muita boa, ela muito melhor, o elenco de suporte muito bom.

    Gostei mas não me deslumbrou.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eolo: Sabes que eu fiquei com a impressão que tinhas adorado, pelo comentário que fizeste e achei estranho...
      Mas concordo contig, a 2ª parte é muito melhor.

      Eliminar
    2. Eolo: Amei "Penelope a fazer dela própria". Concordo!

      Eliminar