segunda-feira, abril 28, 2014

“Six Feet Under” de Allan Ball (2001 – 2005)

600full-six-feet-under-poster six_feet_under_ver3

six_feet_under_ver9_xlg six-feet-under-movie-poster

Ando com as séries todas atrasadas e não consigo ver mais nada enquanto não despachar esta. Estou a acabar a season 3 e ainda me faltam 2.

Na altura deixei escapá-la e não sei como pois é do argumentista do meu filme preferido (“American Beauty”), Allan Ball e como não poderia deixar de ser, retrata uma família disfuncional. Esta série é da HBO.

Alguém chegou a vê-la?

Argumento: Nathaniel "Nate" Fisher Jr. (Peter Krause), é o filho mais velho de Nathaniel Fisher (Richard Jenkins), dono de uma funerária e marido dedicado, e Ruth Fisher (Frances Conroy), uma dona de casa infeliz com a vida. Ao retornar à sua cidade, após um longo período em Seattle, Nate relutantemente se torna sócio do negócio da família, junto com o seu irmão David Fisher (Michael C. Hall), que protesta contra a decisão do pai. Claire Fisher (Lauren Ambrose) é a filha mais nova da família. A série mostra um drama convencional de família, lidando com assuntos como infidelidade, homossexualidade e religião. Ao mesmo tempo, distingue-se por abordar o tópico da morte de forma diferente.

Curiosidades: Frances Conroy (a mãe), tem apenas 12 anos mais velha do que Peter Krause (filho mais velho). Juliette Lewis fez o casting para o papel de Brenda.

29 comentários:

  1. Série muito boa, mas demasiadamente curta! Enjoy!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Renascido: Não acho nada curta. 5 seasons a 50 minutos cada episódio...

      Eliminar
  2. Vi a primeira temporada mas depois disso vi apenas alguns episódios. Não porque não gostasse, mas porque nunca sabia quando é que dava (o mesmo aconteceu com os Sopranos). Isto era ainda no tempo pré-tv box. Mas vi o último episódio (fiz batota e poupei carradas de tempo).
    Ficaram de memória o Michael C. Hall e Rachel Griffiths porque acho que foi onde os vi primeiro.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ozpinhead: Pode ter sido por isso também que nunca segui a série porque achava o mesmo dos Sopranos. Mas mais tarde, vi tudo de seguida.

      Eliminar
    2. Ao contrário desta série, nunca vi o final dos Sopranos. Como é que aquilo acaba?

      Eliminar
    3. Ozpinhead: Já vi há muito tempo e esperava mais "drama". Acaba com eles à mesa, a jantarem num restaurante. Já não me lembro dos pormenores mas sei que não foi nada transcendental. Foi muito calmo.

      Eliminar
    4. O final d'Os Sopranos é a maior barbaridade que presenciei até hoje no mundo das séries americanas. É mau demais para ser verdade. Chega ao cúmulo de beliscar a posição cimeira dessa série no meu top de favoritas de sempre, imagine-se, um episódio em 86, é o risco presente em todas as grandes séries, não conseguirem um canto do cisne que agrade, no mínimo, à maioria das pessoas. Acho que no caso desta, não agradou a ninguém, mas o melhor mesmo é ver e tirar as suas próprias conclusões. ;)

      Eliminar
    5. Eu senti-me defraudada e pensei: "Mas eu perdi tempo a ver 6 season quase de 1h cada episódio, para isto..?"
      Não quis estragar a vontade do Ozpinhead. Daí não ter dito tanto...

      Eliminar
  3. Moi. Moi.
    Eu vi.
    Negro.
    Gostei e aconselho sempre.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Chata: Mas é uma série que não é para todos por ser bastante parada...

      Eliminar
  4. É uma das melhores séries de sempre, period. É absolutamente genial em todos os aspectos, não desilude um milímetro, nem sequer o final (que geralmente é o calcanhar de aquiles das grandes séries). Por acaso ando com muita vontade de rever, assim que "alugar" em alta definição já me vou "botar" a ela, está no meu top-5 de sempre sem dúvida.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Demian: Para alugar não há em HD e as duas primeiras seasons só ocupam metade do ecran :(

      Eliminar
    2. Já reparei, nos "videoclubes" mais famosos as duas primeiras seasons só se encontram em qualidade dvd. Metade do ecrã, como assim?

      Eliminar
    3. Demian: Só a partir da 3ª season é que fica widescreen.

      Eliminar
  5. Ah, e o American Beauty tb é um dos melhores filmes de sempre, por isso, nice taste. ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Demian: Por ser o meu filme preferido, ainda não consegui fazer o post. Acreditas?

      Eliminar
    2. Demian: Por ser o meu filme preferido, ainda não consegui fazer o post. Acreditas?

      Eliminar
    3. Acredito. É um filme muito belo, dado a muitas interpretações (e até conclusões, visto que o final não é claro), nem toda a gente entende a sua grandeza (já li verdadeiras aberrações sobre ele), daí acredito que não seja fácil escrever sobre ele, eu próprio nunca tentei, nas poucas análises a filmes que fiz nos vários espaços dedicados ao tema onde fui contribuindo ao longo do tempo, e diga-se, é exercício que já não faço há séculos, dá muito trabalho e já não tenho paciência. :)

      Eliminar
  6. Também está no meu top 5.
    Leonor

    ResponderEliminar
  7. Dora tirando Lost, esta é a outra série completa que tenho em DVD. É das séries que mais gostei, e depois o final é especial (chorei...e revi a cena, e chorei...e descobri a cantora SIA...isto porque a música "Breathe Me" está lá...e desculpa o spoiler :-p)

    ResponderEliminar
  8. Eu via a série :-)
    Muito bem escrita e com ótimos desempenhos. Tanto mais que não consegui ver o "Dexter" (vi alguns episódios, mas acabei por desistir) porque não conseguia "descolar" o Michael C. Hall da personagem "David Fischer" :-)

    Para quem anda "à cata" de séries para ver, esta é uma boa recomendação!

    PS: Eu gostei do fim dos "Sopranos" :-)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Miss S: às vezes ponho-me a olhar para o David e penso como é que este gajo é o Dexter! Ehehehe!

      Eliminar
  9. Vi tudo assim em duas semanas! É das minhas séries favoritas! E tem o Series Finale mais perfeito de sempre!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. V: Em duas semanas? Não fazias mais nada! :)

      Eliminar
    2. Estava a estudar ainda, tinha tempo!! :)

      Eliminar
  10. Aconselho vivamente esta série. Sou suspeita para comentar (pois trata-se da minha série favorita), no entanto quem prioriza o argumento em detrimento da acção, deve, com toda a certeza, assistir. É genial na caracterização de personagens, original no argumento, tem um dos melhores finais da história do cinema (e incluo aqui longas metragens).
    Pode soar a loucura mas o ambiente é tão envolvente que eu sentia que conhecia de facto aquelas "pessoas", que de alguma forma faziam parte da minha vida.
    Relativamente aos "Sopranos" (que também adorei) não me senti defraudada no final.
    Um final em aberto pareceu-me a atitude correcta por várias razões; independentemente do que acontecesse ao Tony Soprano (fosse castigado ou saisse impune) existiriam sempre seguidores descontentes e seriam feitos juizos de valor e moral, além de que um final em aberto deixa-nos sempre expectantes com uma possivel continuação (que agora sabemos ser impossivel, obviamente).

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Maria: O Six Feet foi fenomenal e o último episódio, das melhores season finales de sempre. Não é à toa que o "American Beauty" é o meu filme preferido. Allan Ball sabe escrever.

      Em relação aos Sopranos - continuação duvido que haja, por já não haver James Gandolfini e porque, na minha opinião, não fazia sentido.

      Eliminar