domingo, junho 29, 2014

“Grand Budapest Hotel” de Wes Anderson (2014)

 grand_budapest_hotel_ver2 grand_budapest_hotel

Todos os filmes de Wes Anderson são quase obras e arte, são visualmente magníficos, no sentido da fotografia, do guarda-roupa, de todos os pormenores típicos deste realizador. É muito fiel a si próprio e costumo dizer que poderíamos estar no final do mundo, em qualquer situação onde nos colocassem uma tv à frente e sem legendas ou dicas, e conseguiríamos identificar facilmente os filmes de Wes Anderson. Este “The Grand Budapest Hotel” não me surpreendeu, nem me cativou. Gosto bem mais do aspecto visual do que propriamente do argumento desta comédia policial.

Sem dúvida que adoro todos esses pormenores:os amarelos torrados, os castanhos, os rosas, o narrador…É dos realizadores que mais importância dá à côr. O que acho mais fracos nos seus filmes é mesmo o argumento. De todos os filmes, “The Royal Tenenbaums”, “The Life Aquatic with Steve Zissou”, “The Darjeeling Limited”, “Fantastic Mr. Fox” e “Moonrise Kingdom”, “The Royal Tenenbaums” é sem dúvida o meu preferido. Vi-o no cinema e assim que saiu comprei imediatamente o dvd. Também gostei bastante do “The Darjeeling Limited” que vi no cinema. Os outros já achei inferiores…

O elenco é sem dúvida de luxo e conta com os actores Ralph Fiennes, Jeff Goldblum, Willem Dafoe, Edward Norton, Adrien Brody, Mathieu Amalric, Harvey Keitel, Jude Law, Léa Seydoux, Tilda Swinton, Bill Murray, Saoirse Ronan e Tony Revolori.

Argumento: A história decorre durante a década de 1930, na fictícia República de Zubrowka. Gustave H, "concierge" num luxuoso hotel, tornou-se célebre pela sua habilidade de satisfazer os hóspedes mais exigentes. Ao seu cuidado está Zero Moustafa, um jovem e muito dedicado paquete que tem por ele uma admiração sem limites e que sonha seguir o seu exemplo. Apesar da crise económica e instabilidade política da época, tudo se passa com relativa tranquilidade até à morte de Madame D., amiga e amante de Gustave, e ao desaparecimento de um valioso quadro renascentista. Acusado injustamente de homicídio e roubo, ele está decidido a provar a sua inocência, limpar o seu nome e salvar o hotel da ruína que se avizinha. A ajudá-lo, terá o jovem aprendiz que, depois de tudo, passou a ser o seu único amigo de confiança…

Curiosidades: Johnny Depp foi a primeira escolha para Mr. Gustave. Este foi o 7º filme de Wes Anderson onde Bill Murray participou. Angela Lansbury começou por fazer de Madame D. mas devido a conflitos com uma peça de trabalho, teve de sair.

tumblr_n7s9k48cuR1r78t9ro1_250 tumblr_n7s9k48cuR1r78t9ro2_250 tumblr_n7s9k48cuR1r78t9ro4_r2_250 tumblr_n7s9k48cuR1r78t9ro5_r2_250 tumblr_n7s9k48cuR1r78t9ro6_r1_250 tumblr_n7s9k48cuR1r78t9ro7_r1_250

tumblr_n6tjjiDl9a1qghl49o1_500 tumblr_n6y9mrvt8D1qc2bleo1_500 tumblr_n7ulqaKg551sa11jco1_500

25 comentários:

  1. Eu não gostei. Achei-o enfadonho, nem o cenário colorido me despertou interesse. E não gostei de ver o Fiennes neste papel meio pateta... gosto muito de vários trabalhos dele mas este não me caiu no goto. Não sabia que o Johnny Depp tinha sido opção, se calhar o resultado teria sido mais interessante. Consigo encaixá-lo melhor na personagem do que ao Ralph Fiennes. Não digo que não seja um bom filme mas acho que é daqueles que ou se ama ou não se gosta mesmo. E eu acho que já não gostava dele só pelo trailer :P

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Inês S: Também foi dos que gostei menos dele mas não é mau devido à maneira que ele ilustra as histórias...

      Eliminar
  2. Gostei acima de tudo do cenário.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Chata: Os cenário são espetaculares.

      Eliminar
  3. Tentei ver ontem, mas não me cativou. Reciclei-o ao fim de 25 minutos. :/

    ResponderEliminar
  4. Vejo este tipo de filmes por dá ca aquela palha.. aliás, vejo-os porque têm o Bill Murray e porque o meu homem põe-os a passar na tv (ele papa tudo lol) e tanto este, como o The Life Aquatic with Steve Zissou e o Moonrise Kingdom (o dos Tenenbaums já não me lembro bem e os outros ainda não vi) são muito bonitos e tal, mas não me arrancam emoção nenhuma, nem um suspirozeco.. demasiado teatrais, algo infantis e não acrescentam nada :/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Isa: Os tenenbaums é o filme mais fixe dele, para mim. Os outros são mais do mesmo mas este realmente foi fraquito...

      Eliminar
  5. Tal como te havia dito anteriormente, desiludiu-me bastante o filme. Esperava muito mais, especialmente tendo em conta o calibre do elenco, sendo que o Ralph Fiennes até é um dos meus actores favoritos (tal como o Norton, aqui num papel menor). Apesar de ter sequências engraçadas, no geral é bastante aborrecido, e, não estando muito familiarizado com o trabalho do realizador, não é certamente este filme que me desperta curiosidade de ir ver os outros, muito pelo contrário. :p

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Demian: Eu não gostei do papel do Norton. Achei o papel mais fraco de todos. Sem personalidade nenhuma.

      Eliminar
  6. Pessoalmente, quando decido experimentar um novo filme de Wes Anderson, já tenho consciência que não faço ideia do que vou apanhar. São sempre filmes visualmente belos, mas ao mesmo tempo tanto podem ser enfadonhos e emocionalmente frios, como podem ser tocantes. Nunca sei ao que vou. Infelizmente este último caiu na primeira categoria. Visualmente talvez seja o mais interessante dos filmes dele, mas mesmo isso não evitou que na parte final parecia que já estava sentado na sala de cinema há mais de 3 horas. E fui só eu, ou alguém mais teve a impressão que a verdadeira razão para este filme foi arranjar um pretexto para juntarem-se um conjunto de amigos de Hollywood e tirar uns dias de férias para colocar a cavaqueira em dia?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ozpinhead: Se pensas isso então o que pensarás no Ocean's? Ahahahaha! Eu gosto sempre de ver filmes com castings enormes de pessoal conhecido mas este podia ter sido melhor. Eu gostei do papel do Fiennes (o que raramente acontece em relação a este actor).

      Eliminar
    2. O Ocean's ao menos tinha alguma piada (atenção que só vi o primeiro). De que vale um casting enorme se quase nenhuma personagem evoca uma reacção? A sério, estava-me a borrifar para todas elas. O único que causou alguma impressão foi o William Dafoe.

      Eliminar
    3. Ozpinhead: Todos os Oceans são excelentes. Mas sim, tens razão. Este foi muito fraquinho.

      Eliminar
  7. Tenho lá em casa para ver, mas como ainda ando em recuperação não tenho tido tempo para estas coisas :(

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Urban Cat: Tens outros melhores para ver.

      Eliminar
    2. Percebi isso pelo teu post mas...ainda assim, vou ter de ver :)

      Eliminar
    3. Vi ontem! Ah e tal é giro mas...ya, tinhas razão...há melhor.
      Ainda assim gostei da interpretação do Ralph Fiennes, Willem Dafoe, Edward Norton, e Adrien Brody :)

      Eliminar
  8. O visual e o elenco são mesmo o forte deste filme.
    Gostei :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Shiver: Concordo contigo. Sem dúvida.

      Eliminar
  9. Hum, tenho alguma curiosidade em relação a este filme...

    ResponderEliminar
  10. Não vi, mas gostei da sugestão.:)

    ResponderEliminar
  11. Adorei a imagem mas a história fez-me adormecer. Acabei por não ver o final. Acho que é daqueles filmes para ver como se fosse outra coisa qualquer e não um filme. Eu encaro-o como uma sequência de imagens magníficas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Purpurina: Disseste tudo: "uma sequência de imagens magníficas."...

      Eliminar