quinta-feira, dezembro 31, 2015

Desafio Superado


Consegui ler os 40 livros a que me propus este ano.

Tenho meses em que leio muito pouco mas de Junho a Setembro, leio imenso. Este ano fiz duas viagens e numa delas, em 4 dias, li 3 livros.

Penso que destes 40, uns 3 ou 4 não os acabei porque não estava a gostar mas de resto, gostei de todos que li. 

Os que me marcaram fiz e farei posts.

Alguém tem dicas para novas leituras?

Eu NÃO GOSTO do "Star Wars" - vão dar-me um tiro?


Costumo dizer "Sou a única cinfélia à face da terra que nao gosta do Star Wars".

É verdade, assumo. Não gosto, nunca gostei, nunca me puxou para ver. Mas mesmo assim forcei-me a ver o primeiro (o primeiro a ser feito e não pela ordem cronológica da história) há coisa de 3 meses. Vi-o em HD e obviamente que seiu admitir que o filme está bem feito, tendo em conta que tem 30 anos. 

Mas o problema é que a Sci - Fi e eu não vamos mesmo à bola uma com a outra. No final do filme quando começam os tiros e as naves, já foi um sacrificio terminar mas mesmo assim não desisti. Fico-me por aqui e não vou ver os outros.

Mas depois tenho uma coisa curiosa que é o cúmulo da coerência: adoro todo o Marketing à volta do "Star Wars".  Tenho uma pen e uma capa de telemóvel que acho o máximo! A capa é um mix do "Star Wars" com o "The Godfather".



"A Contadora de Histórias" de Jodi Picoult


Este foi dos livros de que mais gostei deste ano que está a acabar.

Conhecia a autora, Jodi Picoult, de nome, mas nunca tinha lido nada dela porque tenho a ideia de que os livros que escreve não fazem o meu género de leitura.
Mesmo assim, comecei a ver muitos comentários a este livro e todos no sentido positivo. Perguntei a uma conhecida minha que me disse, "Dora, tu que gostas do tema "Holocausto", tens de ler este livro porque é fabuloso!".

Eu li a sinopse e em parte alguma falava da 2ª Guerra ou de algo que me levasse a crer que realmente era sobre o Holocausto. Perguntei a essa conhecia se não estaria a fazer confusão e ela insistiu para que o lesse.

Arrisquei e levei-o comigo para Barcelona. Durante os 3 dias que lá estive não li muito por falta de tempo mas nas viagens de avião e nas esperas dos aeroportos, não conseguia parar de o ler. São quase 600 páginas viciantes, muito emotivas e que não nos deixam pousar o livro; queremos sempre ler um bocadinho mais.

Vale mesmo a pena!

Sinopse: "Sage Singer é padeira de profissão. Trabalha de noite, a preparar o pão e os bolos para o dia seguinte, tentando fugir a uma realidade de solidão, a más memórias e à sombra da morte da mãe. Quando Josef Weber, um velhote que faz parte do grupo de apoio de Sage, começa a passar pela padaria, os dois forjam uma amizade improvável. Apesar das diferenças, veem um no outro as cicatrizes que mais ninguém consegue ver. Tudo muda no dia em que Josef confessa um segredo vergonhoso há muito escondido e pede a Sage um favor extraordinário. Se ela disser que sim, irá enfrentar não só as repercussões morais do seu ato, como também potenciais repercussões legais. Agora que a integridade do amigo mais chegado que alguma vez teve está envolta numa névoa, Sage começa a questionar os seus pressupostos e as expectativas em torno da sua vida e da sua família. Um romance profundamente honesto, em que Jodi Picoult explora graciosamente até onde podemos ir para impedir que o passado dite o nosso futuro."

Classificação: 5/5

terça-feira, dezembro 15, 2015

Dicas para Agosto

Pessoal, aceito sugestões para 4 ou 5 dias numa cidade Europeia, em Agosto. E de preferência, sem praia.
Gosto de tratar das coisas com tempo para aproveitar os voos e hostels mais baratos.
O chato é que às vezes os voos que estão mais baratos, a estadia é mais cara e vice versa.
De qualquer maneira, deem-me a vossa opinião.


“Gone Girl–Em parte Incerta” de Gillian Flyn

Foi sem dúvida, o livro e o filme de 2014, na minha opinião. Gostei tanto, tanto deste argumento que já vi o filme 3 vezes e de todas as vezes, encontro pormenores do livro que da primeira vez me escaparam, ou seja: primeiro vi o filme, depois li o livro e voltei a ver o filme mais duas vezes.

Existem muitos pormenores do livro que não estão no cinema e que nos ajudam a compreender melhor a história, mas mesmo assim, o filme é muito fiel à obra. Eu adoro histórias descritas por mais do que uma personagem e neste temos a versão de Nick e a de Amy.

É uma história muito bem escrita, original e viciante. Não conseguimos parar de ler. Li o livro em meia dúzia de dias pois não conseguia pousa-lo. Talvez para quem está habituado a ler thrillers, este livro acabe por se diluir um bocadinho no meio de tantos outros, mas, para mim, Em Parte Incerta destaca-se completamente dos demais. Não apenas pelo enredo interessantíssimo e pelo perfeito desenvolvimento do mesmo, mas também pela escrita aguçada de Gillian Flynn, pelo humor corrosivo, pela linguagem brusca e crua…

Após terminar este "Gone Girl", comprei as outras obras da Gillian Flyn, "Sharpen Objects – Objectos Cortantes" e "Dark Places – Lugares Escuros" e que posteriormente farei post sobre estes livros.

Sinopse: No quinto aniversário de casamento, Nick Dunne relata que a sua bela esposa, Amy, desapareceu. Sob a pressão da polícia e com um barulho ensurdecedor causado pelos media, o retrato da união feliz de Nick e Amy começa a desmoronar-se. Rapidamente, as mentiras, os enganos e os comportamentos estranhos de Nick fazem com que todos questionem: Será que Nick Dunne matou a sua mulher?

Classificação: 5/5

domingo, dezembro 13, 2015

"The Affair"


É sem dúvida mas minhas séries preferidas. A 2ª temporada está quase a acabar e esta não foi inferir à primeira. É excepcionalmente bem escrita e as 4 personagens principais são fabulosas.
Dominic West (Noah), Maura Tirney (Whitney), Joshua Jackson (Cole) e Ruth Wilson (Allison) são 4 pessoas que contam a sua história separadamente, ou seja, cada episódio é baseado no ponto de vista de 2 deles, aleatoriamente.

Embora a 1ª temporada seja mais baseada na descrição dos actores e na história de como começou o enredo, a 2ª temporada, tem vários saltos temporais e as personagens ainda são mais dark, com mais demónios do que na 1ª season.

Este drama, envolvido em mistério, com um argumento e realização extraordinário, é um must-see para todos os amantes do género. Esta série na sua primeira temporada, conquistou o Globo de Ouro de Melhor Drama e Melhor Atriz Principal.

Sinopse: Esta série explora os efeitos psicológicos e emocionais de se ter um caso extraconjugal. Acompanha o drama de Alison (Ruth Wilson), uma empregada de mesa de um restaurante nos Hamptons. Cole (Joshua Jackson), o seu marido, luta para manter o casamento estável, ao mesmo tempo que procura controlar a situação financeira do rancho que pertence à sua família há gerações. A vida do casal torna-se ainda mais complicada quando Alison começa a ter um caso com Noah (Dominic West), um professor de Nova York, aspirante a escritor. Helen (Maura Tierney) é mãe dos seus filhos e sua esposa há 17 anos.

Curiosidades: O apelido de Cole e de Allison é Lockhart. Foi o mesmo de Maura Tierney durante muitos anos na série "E.R.".

Transexual de 46 anos vive vida como menina de 6


Sou a favor de tudo o que seja cada um viver como quer e como o faz feliz. 
A pessoa sente que nasceu no corpo errado, tudo bem, muda de sexo.
Mas isto é um bocadinho RI-DI-CU-LO, não?


Gostava tanto de ser como aquelas senhoras viciadas em limpeza…ai que gostava tanto…

Se há coisa que detesto é fazer limpezas. Detesto, abomino. Claro que depois gosto do resultado final e penso assim: agora todos os dias limpo uma divisão e assim fico com a casinha num mimo. Sim, sim, esse pensamento dura 24h.
Escolho o Domingo para o fazer e às vezes apetece-me ficar com o rabiosque quadrado por ficar o dia todo no sofá, de computador ao colo, a fazer a ronda dos blogs, postar, colocar as séries e os filmes em dia.
À medida que faço este post, estou a mentalizar-me que tem de ser, que já estou a adiar há 3h e tenho de ser forte! Ehehehehe!
'Bora lá!

Viciada em sushi

Sim, confesso. Sou altamente viciada em sushi.
Dei-me ao trabalho de colocar aqui apenas algumas fotos dos sushi que comi em tempos, porque actualmente já não as tiro, porque tenho imensas.
Não gosto do sushi de fusão com morangos, chantilly e invenções. Prefiro o sashimi e as peças mais convencionais.
Ontem fui com uma amiga que partilha este vício comigo e fizemos uma almoçarada de sushi. Tão, tão bom! Foi a despedida do ano porque agora só em 2016!




“Zeca apanhado com 2,3 g/l de álcool”



Fartei-me eu de chorar no “Alta Definição” com este gajo…para quê? Lol



sexta-feira, dezembro 11, 2015

Problemas na postagem dos Blogs?

O meu Windows Live Writer está a dar imensos erros e nem me reconhece a password do Blog. Não estou a conseguir postar...
Alguém com o mesmo problema? Help!

Depois de muita pesquisa no google, encontrei um vídeo no youtube que explica exatamente o que aconteceu: parece que a Google entrou em conflito com a Microsoft e o Windows Live Writer está a ter muitos problemas.

Agora para fazer postagens há outra maneira mas que dá um pouco mais de trabalho. Mesmo assim prefiro porque nunca não gosto de postar directamente do blogger porque as imagens ficam todas tortas e desde o inicio do blog que uso o Windows Live Writer.

"Due to recent updates in google authentication methods Windows Live Writer no longer will publish to Blogger. Microsoft and Google seem to be working together to resolve this but since Microsoft has not been maintaining Windows Live Writer it may be awhile before we see a true fix for this. This issue started for users between May 26 and May 28th. This tutorial will show you a method to work around the issue while still using Windows Live Write for Blog Post Design.


quarta-feira, dezembro 09, 2015

“Trainwreck” de Judd Apatow (2015); “The Walk” de Robert Zemekis (2015)

trainwreck-poster

Tenho gostado de todos os filmes do Judd Apatow e este não foi fugiu à regra. Escrito pela própria Amy Schumer, que na minha opinão é uma comediante genial, este filme é super divertido e com um humor tão, tão negro que se torna delicioso. Gostei imenso!

Bill Hader, que esteve anos no elenco do Saturday Night Live e chegou a ser argumentista no “South Park” é um comediante ao qual não acho grande piada. Tenho visto praticamente tudo dele, mas não sei…não me arranca gargalhadas.

Lebron Brown (o às da NBA) também faz um papel engraçadíssimo, tal como a personagem do pai de Amy. Completamente diferente do que estamos a vê-la, Tilda Swinton aparece super feminina e sofisticada. Aqui é editora de uma revista cor de rosa, patroa de Amy e que lhe faz a vida negra.

Sinopse: Uma mulher com mais de 30 anos (Amy Schumer) tem uma vida amorosa desastrosa. As suas rotinas resumem-se a casos de uma noite e beber com os amigos, mas tudo pode mudar quando acaba por conhecer um médico desportivo (Bill Hader) que parece ser o "homem ideal".

Curiosidades: Amy escreveu o papel de Tilda Swinton para ela própria que assim que soube, aceitou de imediato. É o primeiro filme de Judd Apatow que não é escrito por ele. Bill Hader perdeu 10kgs para fazer esta personagem.

200

giphy

200 (1)

Walk-2015-Poster-1

Tinha imensas expectativas para este filme e andava há meses à espera dele. Também o vi este fim de semana e confesso que esperava melhor. O filme é bom, Joseph Gordon – Levitt está muitíssimo bem e com um sotaque francês perfeito, mas não sei…penso que esperava outra coisa, mas também não sei bem o quê…

A realização e a fotografia estão tão bem feitas e realistas que existem relatos de pessoas que sofrem de vertigens nas salas de cinema e até se sentiram mal.

É uma história verídica e demonstra bem que quando queremos mesmo uma coisa, o céu é o limite.

Sinopse: A história do equilibrista Philippe Petit (Joseph Gordon-Levitt), famoso por atravessar as Twin Towers usando apenas um cabo. Mesmo sem ter autorização legal para a arriscada aventura, reuniu um grupo de assistentes internacionais e contou com a ajuda de um mentor para elaborar o plano, que sofreu diversos obstáculos poder ser finalmente executado. A travessia ocorreu na ilegalidade em 7 de agosto de 1974 e ganhou destaque no mundo inteiro.

Curiosidades: O próprio Philippe Petit ensinou Joseph Gordon – Levitt a andar no arame. Apostou que o fazia numa semana e conseguiu.

tumblr_nz1lusZjBt1ujvfd5o3_400tumblr_nz1lusZjBt1ujvfd5o4_400

tumblr_nz1lusZjBt1ujvfd5o5_400tumblr_nz1lusZjBt1ujvfd5o8_400

segunda-feira, dezembro 07, 2015

“Os Bebés de Auswichtz” de Wendy Holden

5X8kP9CnW9i4PFvAFoT0UUb7eEjj5x9J89ZNg0
Sempre gostei de toda a temática da 2ª guerra e principalmente de Auschwitz; mas ultimamente têm saído imensos livros desta temática: uns bons, outros menos bons.
Li-o em Junho e lembro-me de estar parada na estação à espera do comboio e a chorar compulsivamente. Não aguentei e rebentei. Embora devore tudo o que tenha a ver com este tema e atualmente existirem tantos livros destes, este foi dos livros que mais me marcou em toda a vida.
Excepcionalmente bem escrito, onde todos os factos e relatos são comportados por uma investigação zelosa. Mesmo assim e conhecendo o que se passou, dei por mim várias vezes a chorar e compulsivamente. É um livro que deveria de ser lido por todas as pessoas.
Atenção que o livro tem algumas gralhas, inclusive, erros ortográficos.

Classificação: 5/5

domingo, dezembro 06, 2015

“Zipper”, “Amnesiac” e “Ricky and the Flash”

3 filmes que vi nas últimas semanas e de que NÃO gostei particularmente.

Zipper-Movie

Gosto muito do Patrick Wilson e tenho seguido meticulosamente a sua carreira, portanto este filme estava na calha para ser visto e com alguma curiosidade, pois não o conhecia e descobri-o por acaso. A história acaba por ser actual – um político viciado em prostitutas. Tirando a performance simpática de Wilson, não achei grande piada ao filme, pois não tem muito mais que isso. Esperava mais.

Sinopse: A carreira do procurador  Sam Ellis (Patrick Wilson) está em ascensão. Prestes a concorrer a uma vaga para o Senado, ele descobre que uma estagiária de seu escritório (Dianna Agron) está apaixonada por ele, o que culmina numa decisão radical para tentar conter seus desejos. Mas quando a situação gera uma dependência que foge completamente de seu controle, Sam é forçado a tomar medidas cada vez mais perigosas para esconder os seus actos da imprensa, da lei e de sua esposa (Lena Headey).

background

Este filme é para além de ser cliché e nada original, é bastante entediante. Curiosamente, nem sei como consegui vê-lo até ao fim. Não gostei do papel da Kate Bosworth.

Sinopse: Depois de um terrível acidente, um homem acorda na cama com perda de memória. Tenta absorver o que está a acontecer, começa então a desvendar uma teia de mentiras e enganos suspeitando da sua esposa, que o mantem prisioneiro na sua própria casa.

rickibanner

Sendo a Meryl Streep das melhores actrizes de sempre, tende por vezes a fazer papéis mais “levezinhos” e geralmente não costumo gostar de todos. Este foi um deles. Acho a personagem extremamente exagerada e por vezes ridícula. Gostei sim do facto de contracenar com a sua filha, na vida real, a Mammie Gummer e esta sim, fez um personagem engraçadíssima. Tirando isso, não apreciei muito o filme, pois metade dele é a Meryl Streep a cantar.

Sinopse: Com mais de 50 anos de idade, Ricki (Meryl Streep) é uma cantora de rock. A situação financeira é precária, e não vê os filhos adultos há décadas. Um dia, o ex-marido Pete (Kevin Kline) telefona a Ricki, para lhe comunicar que a filha Julie (Mamie Gummer) foi abandonada pelo marido, e pede-lhe ajuda para tirá-la de um estado depressivo. Reticente, a mãe retorna ao lar, e descobre que tanto Julie como os seus dois irmãos têm muito ressentimento por causa do abandono quando eram crianças. Essa é a oportunidade para Ricki fazer as pazes e tentar ser mais presente na vida deles.

Carne humana nos McDonalds?

tumblr_l9riisRvpt1qc8un6o1_400tumblr_lxlk5jKNJk1r9eeupo1_500

“Os inspetores teriam alegadamente encontrado carne humana e carne de cavalo no congelador da fábrica de carne de um McDonald de Oklahoma City. Carne humana também foi recuperado em vários caminhões que estavam a caminho de entrega como rissóis para os restaurantes de fast food. De acordo com vários relatos, as autoridades têm inspecionado fábricas e restaurantes em todo o país e acabaram encontrado a carne humana em 90% dos locais. Carne de cavalo foi encontrada em 65% das posições.

O Agente do FBI Lloyd Harrison disse ao jornalistas Huzler, "A pior parte é que não é só a carne humana, é de crianças. As partes do corpo foram encontrados através das fábricas dos EUA e foram consideradas demasiadamente pequena para serem partes de adultos. Isso é verdadeiramente horrível".

O que tenho a dizer sobre isto? TRETAS! Não acredito.

Agora só bebo leite para o ano

92726_460s

É uma experiência que vou fazer, visto que oiço tanta conversa sobre o quão mal faz o leite, que vou experimentar.

Adoro leite e não me cai mal. A não ser quando insisto em bebê-lo antes de ir correr ou mesmo fazer uma aula de cycling. Sim, é parvo, eu sei mas gosto tanto…

Mas vou experimentar estas 3 semanas sem leite para ver se noto alguma diferença no organismo.

Alguém daqui cortou com o leite?

tumblr_lrvlhcxIv91qf9buqo1_500