segunda-feira, janeiro 04, 2016

"The Intern" de Nancy Meyers (2015)


Pensava que este era apenas um filme de Domingo à tarde e por isso não estava com grande entusiasmo para o ver. Acabei por enganar-me redondamente pois adorei! O filme é giríssimo, a história é muito gira mas ao mesmo tempo ternurenta. Robert de Niro faz um tipo tão simpático e afável que logo esse ponto é meio caminho para começarmos a envolver-nos na história.

Normalmente os filmes de Nancy Meyers são sobre o amor mas  este  é sobre a amizade, a família, a honestidade. É delicoso o vídeo que Ben Whittaker faz para se candidatar aos estágio na empresa de Jules. Giríssimo!

Sinopse: Jules Ostin (Anne Hathaway) é a criadora de um bem-sucedido site de venda de roupas que, apesar de ter apenas 18 meses, já tem mais de duas centenas de funcionários. Leva uma vida bastante atarefada, devido às exigências do cargo e ao facto de gostar de manter contacto com o público. Quando a sua empresa inicia um projeto de contratar "idosos" como estagiários, numa tentativa de colocá-los de volta à activa, cabe a ela trabalhar com o viúvo Ben Whittaker (Robert De Niro). Aos 70 anos, Ben leva uma vida monótona e vê o estágio como uma oportunidade de se reinventar. Por mais que enfrente o inevitável choque de gerações, logo conquista os colegas de trabalho e aproxima-se cada vez mais de Jules, que passa a vê-lo como um amigo.

Curiosidades: A primeira escolha de Nancy Meyers foi Jack Nicholson. Reese Witherspoon foi a primeira aposta mas acabu por desistir.



"Ouvi dizer uma vez que os músicos não se reformam. Param quando não têm mais música dentro deles. Bem, eu ainda tenho música dentro de mim. Tenho a certeza absoluta disso."

7 comentários:

  1. Sim, também foi uma agradável surpresa para mim que não esperava grande coisa dele. Não é nenhuma obra prima do cinema, mas vê-se muito bem. É um filme confortante.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ozpinhead: Por acaso aconteceu-me ir a meio e pensar que queria ver muito mais. Ehehehe!

      Eliminar
  2. Também o vi com o mesmo espírito, pensei que seria só mais um filme engraçado, mas foi uma agradável surpresa!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nina Nininha: É raro surpreender-me com os filmes mas adoro quando isso acontece.

      Eliminar
  3. Também quero ver, mas como também tenho um bom grupo de outros filmes não sei quando o verei :-S

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. No Limite do Oceano: Naqueles dias que estás com a neura.

      Eliminar
  4. Tinha exatamente a mesma primeira ideia que tu, por isso não vi o filme mas agora fiquei cheia de vontade de ver.

    ResponderEliminar